REALIDADES ESPIRITUAIS

(...)

        Explicar as coisas espirituais, na escrita e na fala para a Terra, é muito difícil para nós, por nos faltarem condições de interpretação dos nossos pensamentos e da realidade. Podemos comparar tal situação a de um índio que vai pela primeira vez a uma grande metrópole. Voltando à sua taba e interrogado sobre o que viu no meio dos homens civilizados, ele sofre por não encontrar recursos favoráveis, nos gestos e linguagem da tribo, para transmitir o que ele realmente viu. É o que ocorre com os nossos maiores da espiritualidade, quando querem nos relatar as coisas dos planos superiores. Sentimos também muito embaraço quando falamos aos encarnados das coisas existentes no plano em que habitamos. São faixas diferentes uma da outra; entretanto, consegue-se alguma coisa na conjuntura da mediunidade que não esquece a disciplina e o amor, na feição em que a caridade se expressa na Terra.

 

Livro:          Iniciação – Viagem Astral

João Nunes Maia, pelo Espírito Lancellin

Editora Espírita Fonte Viva

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!