ROTA CLARA, INFALÍVEL E SEM EQUÍVOCOS

 

 

       (…)

          A rota traçada pela caridade é clara, infalível e sem equívocos. Poderíamos defini-la assim: “Sentimento de benevolência, de justiça e de indulgência relativamente ao próximo, baseado no que quereríamos que o próximo nos fiezesse”. Tomando-a por guia, podemos estar certos de não nos afastar do caminho reto que conduz a Deus. Quem deseja, de maneira sincera e séria, trabalhar por sua própria melhoria, deve analisar a caridade em seus mínimos detalhes e por ela conformar sua conduta, pois ela se aplica a todas as circunstâncias da vida, tanto às mais simples, quanto às mais complexas. De cada vez que estivemos incertos quanto ao partido a tomar, no interesse alheio, basta que interroguemos a caridade e ela responderá, sempre de maneira justa. Infelizmente escuta-se mais frequentemente a voz do egoísmo.

          Sondai, pois, o refolhos de vossa alma, para dela arrancardes os últimos vestígios das ruins paixões, se delas algo restar ainda. E se experimentais algum ressentimento contra alguém, cuidai de abafá-lo e dizer: “Irmão, esqueçamos o passado. Os maus espíritos nos haviam separado; que os bons nos reúnam!” Se ele recusar a mão que lhe estendeis, oh! então lamentai-o, pois Deus, por sua vez, lhe dirá: “Por que pedes perdão, tu que não perdoaste?”

          Apressai-vos, pois, para que se não vos apliquei esta frase fatal: É tarde demais!

 

Livro:  Viagem Espírita em 1862

            Allan Kardec

          Casa Editora O Clarim

 

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!