CONFISSÃO DE UM JOVEM MORTO AOS 21 ANOS

(...)

Quando estamos no corpo, aos 21 anos*, como foi o meu caso, acreditamo-nos detentores de toda a sabedoria e credores de todas as concessões da vida.

Porque os reflexos são jovens, supomos que não nos falham, quando necessitamos, sem nos recordarmos de que a máquina é imprevisível e a própria vida é estabelecida em critérios que nos escapam.

Os pais são tidos como quadrados, porque prudentes, quando não são taxados de superados, porque vigilantes.

A vida, porém, ensina e sempre é tempo de aprender-se mais em critério de crescimento.

 

Cláudio Luiz de Oliveira

por Divaldo Pereira Franco

 

Livro:  ...E o Amor Continua

          Francisco Cândido Xavier, Divaldo Pereira Franco,

          por Espíritos Diversos, Nilson de Souza Pereira

          LEAL – Livraria Espírita Alvorada Editora

 

 

(*) – 21 anos: idade correta do desencarnado.

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!