DEPRESSÃO - TRATAMENTO NA VISÃO ESPÍRITA

A depressão é um sintoma que nos diz que não estamos nos amando como deveríamos.

O caminho para sairmos dela é preencher este vazio com a recuperação da auto estima e do amor em todos os sentidos. Primeiro, procurando nos conhecer e nos analisar, com o intuito de nos descobrirmos, sem nos julgarmos, sem nos punirmos ou nos culparmos. 
E depois, nos aceitarmos como somos, com todas as nossas limitações, mas 
sabendo que temos toda potencialidade divina dentro de nós, esperando 
para desabrochar como sementes de luz. Isto nada mais é do que 
desenvolver a fé em si e no criador, sentimento este que transforma e 
que nos liga diretamente a Deus.

Uma pessoa consciente de sua riqueza interior passa a ter segurança e fé 
nas suas potencialidades infinitas, começando a gostar e acreditar em si, 
amando-se e a partir de então, sentindo necessidade de expandir 
este sentimento a tudo e todos.
Começa assim a se despertar para os verdadeiros valores da vida 
espiritual, se transformando numa pessoa feliz e sorridente, pois onde 
existe seriedade, há algo de errado; a seriedade está ligada ao ser 
doente.

Sorria e seja feliz amando e servindo sempre.

A terapia contra a depressão se baseia no amar e no servir, se envolvendo
em trabalhos úteis e no serviço do bem. Seja no trabalho profissional, 
no trabalho do lazer, ou no trabalho de servir ao próximo, o indivíduo 
se ocupa, exercita o amor, e deixa de se envolver com as lamentações, 
pois a infelicidade faz seu ninho no escuro dos sentimentos de cada um. 
Dificilmente conheceremos um deprimido, entre aqueles que trabalham a 
serviço do bem.

Para doarmos este amor, não basta somente 
fazermos obras de caridade, temos que nos tornarmos caridosos; antes de 
fazermos o bem temos que ser bons. Darmos um pão, um agasalho, mais 
junto colocarmos uma boa dose de afeto e carinho. Ser acima de tudo 
generosos, que é a caridade com afeto. As pessoas estão com fome de 
amor, de calor humano, um ombro amigo, um abraço, um aconchego e uma 
palavra de carinho.

Às vezes, com um simples sorriso, um bom dia, um olhar afetuoso, 
nós estamos doando energia e transmitindo vida.

O homem alcançou um enorme progresso intelectual, satisfazendo suas 
necessidades materiais com os avanços tecnológicos. Porém, ainda se 
depara com enormes dificuldades na convivência fraterna com o seu 
semelhante. Estamos cada vez mais próximos um dos outros através dos 
meios de comunicação e, no entanto, mais afastados emocionalmente. 
Agora, o homem está sentindo a necessidade premente de desenvolver a 
afetividade, de se envolver, amar e sentir o seu semelhante.


Temos que ressuscitar e liberar a criança que está esquecida dentro de 
nós. Para resgatarmos esta criança que adormece em nós, é necessário que
vejamos o mundo de forma positiva e otimista. A nossa criança interior,
geralmente se encontra retraída e oprimida, porque a vida nos apresenta
de forma desagradável; ainda não vivemos de forma natural, espontânea e
isto gera ansiedade e sofrimento. Como a criança é movida pelo prazer, 
ela se recolhe e não se manifesta.

A criança não se julga, não se pune. Ela apenas vive o hoje, o agora, 
integrada perfeitamente a Deus e à natureza. “Deixai vir a mim as criancinhas 
porque o reino dos céus é de quem vos assemelham”
– com estas palavras quis Jesus dizer que teremos que ser puros, 
autênticos, integrados com a nossa natureza divina, sem fugas ou máscaras, 
para alcançarmos a nossa evolução espiritual.

Ter atitudes simples, como lidar com animais, 
brincar com crianças, atividades criativas como a pintura, tocar um 
instrumento, fazer pequenas tarefas domésticas, cozinhar, manter uma 
conversa amena, contar um caso, ver um bom filme, escutar uma música, 
cantar, sorrir, ouvir com atenção, olhar com ternura, tocar as pessoas, 
abraçar, fazer um elogio sincero, curtir a natureza, admirar o por do 
sol, etc. Estas são tarefas que muito lhe ajudará a reencontrar o 
equilíbrio e a harmonia interior.

Manter sempre o bom humor. Aquele que tem no ideal de servir uma meta de vida, 
será sempre uma pessoa feliz.

Na vida o que mais importa é o amor e o bem querer das pessoas, 
viver suas emoções; não se deixar afetar por coisas pequenas.

Muitas vezes nos deixamos abater por problemas, que se olharmos com 
olhos de Espíritos Eternos em passagem pela Terra, não valorizaríamos.

Substituir sentimentos de auto piedade por vibrações em favor dos que sofrem.

Se olharmos com atenção e interesse ao nosso redor, veremos que existem
pessoas com problemas muito piores, que o nosso a pedir socorro.

Procurar praticar atividades físicas regulares, como a caminhada, um 
esporte, um lazer. A mente parada começa a criar pensamentos negativos, 
que se assemelham a lixos amontoados dentro de casa. Com estas 
atividades, você estará desviando sua mente destes pensamentos 
deletérios.

Tornar-se empreendedor, dinâmico, criando idéias 
novas e construtivas em benefício do semelhante, com motivação para 
implementá-las, junto ao grupo ou a comunidade que pertence.


Não fique estagnado esperando que a coisas aconteçam em seu favor. 
Aja em favor do próximo e não se surpreenda se você for o mais beneficiado.

Leituras edificantes, uma conversa com um amigo, um terapeuta ou um 
orientador espiritual, ajuda você a ver o problema por um outro ângulo.

A oração é um recurso indispensável no processo de recuperação. Através
dela estabelecemos sintonia com a Espiritualidade Maior, facilitando o 
caminho para que nos inspirem e revigorem nossas energias.

Não nascemos para sofrer. A vontade de Deus é a nossa alegria e a nossa felicidade.

Se sofrermos é por nossa causa. Os nossos problemas e nossas 
dificuldades devem ser interpretadas como instrumentos para nossa 
evolução.

Nunca devemos nos deprimir ou nos revoltar contra eles.

O melhor aprendizado, é aquele que tiramos de nossa própria vida.

Vocábulo “crise” em algumas línguas podem ter dois significados: a 
oportunidade ou perigo. Oportunidade de crescimento ou perigo de queda.

O que importa é sabermos que os problemas , que deparamos na vida só surgem 
quando já temos condições de solucioná-los.

Como disse o Mestre Jesus: ” O Pai não coloca fardos pesados em ombros 
fracos”. Deste modo, ficamos mais fortes ao saber que temos todas as 
condições interiores, para enfrentar as dificuldades que a vida nos 
apresenta.

Ter consciência, que acima de tudo, tem um Deus 
maior a zelar por nós e que nunca nos abandona. Confiar em Jesus e 
seguir seu exemplo de vida: “Eu sou o Bom Pastor; tende bom ânimo; não 
se turbe o vosso coração; vinde a mim vós que andais fatigados, 
cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei”.

https://chicoxavier.spaceblog.com.br

 

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!