SEMPRE MAIS ... !

 

Sempre Mais ... !

    e quando a Simpatia já não bastar, busca a Amizade ...

    e quando a Amizade for insuficiente, ensaia o Amor ...

    e quando o Amor já não for capaz, experimenta o Perdão.

Sempre Mais ... numa vertigem de generosidade e auto-doação, que não faz contas, nem percentagens,

    porque já entrou no dinamismo do Espírito.

Sempre Mais ... na teimosia duma fidelidade que faz eco à própria fidelidade Divina.

Sempre Mais ... e do Perdão passaremos à Misericórdia e da Misericórdia à Compaixão por um movimento

    que é obediência ao Espírito e que significa Solidariedade e Presença, porque, finalmente

    acreditamos que só o Amor salva !

Sempre Mais ... por uma transgressão de todos os limites, por uma ultrapassagem de todas as

    convenções de racionalidade natural ...

Sempre Mais ... porque o Espírito que nos habita nos lança num processo de auto-transcendência que Ele

    próprio conduz ... quando a nossa liberdade O acolhe !

 

Finalmente ... Toda a gente pensa em mudar o mundo ...

                       Ninguém pensa em mudar-se a si mesmo.

 

                       Quanto pior nos parece o mundo ...

                       Tanto melhores devemos ser ... para o transformarmos.

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!