ORAÇÃO DIANTE DA CRUZ

 

 

Contemplando-Te, ó Mestre, içado às dores,

Em teu trono de angústia, sangue e chagas,

Sinto em mim a grandeza com que esmagas

O ódio e a maldade dos perseguidores...

 

                              Ladeado por rudes malfeitores,

                              Ao vozerio de baldões e pragas,

                              Guardas no olhar a bênção com que afagas

                              O coração dos pobres sofredores.

 

“Perdoai-lhes, meu Pai!...” – disseste em pranto

No imenso amor, iluminado e santo,

Que a tua cruz de lágrimas encerra...

 

                              E vejo, enfim, que sem teus dons divinos

                              Não passamos de escuros peregrinos,

                              Infortunados lázaros da Terra!

 

Jésus Gonçalves

 

Livro:  Cartas do Coração

            Francisco Cândido Xavier, por Espíritos Diversos

            LAKE – Livraria Allan Kardec Editora

 

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!