NA INFÂNCIA E NA VELHICE

 

   (...)

          Na infância e na velhice todos necessitam de auxílio, devendo os pais cumprir com os seus deveres em relação aos filhos e estes, mais tarde, atenderem aos seus genitores, assim retribuindo o bem recebido.

          É injusta a sociedade que impõe à criança e ao ancião o trabalho como meio de sobrevivência; além disso é cruel, considerando a falta de experiência e de forças na primeira; e a ausência de energia, bem como a presença dos sofrimentos naturais, na velhice. 

 

Livro:  Sendas Luminosas

          Divaldo Pereira Franco, pelo Espírito Joanna de Ângelis

          Casa Editora Espírita Pierre-Paul Didier

 

 

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!